390- Sete movimentos do profissional da saúde na beira do leito

I

A trajetória profissional do profissional da saúde é cheia de vida e de incidentes. Quanta coisa lhe acontece num ambulatório, numa atuação em quartos hospitalares, num plantão. Também fora destes ambientes de trabalho superpondo-se a sua vida pessoal com prioridade ligada a uma consciência de responsabilidade.

II

Você aplica eticamente as Ciências da Saúde cuidando  para que o momento pessoal em qualquer ponto da escala entre alegria e tristeza não embarace a visão e o manejo dos afetos exigidos pela situação clínica em atendimento.

III

É gratificante ter o seu dia-a-dia de profissional da saúde responsável exercendo com ética refletida no espelho da consciência moral e orientada pela bússola de integridade profissional.

IV

Conta muito repassar, reforçar e recalibrar os compromissos éticos de profissional da saúde em cada nascimento, renascimento, sobrevida, sobrevivência e mortes assistidos. Tantos realismos armazenados dão segurança.

V

Use a força do pensamento para abrir cortinas que vedam acesso a certos horizontes profissionais. Sempre  resta um cenário oculto de você aguardando a revelação, que você se interessará por conhecer.

VI

Há certa magia presente quando você faz a incorporação mental do termo beira do leito como símbolo de profissionalismo na Saúde, pois, representa tomar posse do direito à herança do patrimônio da Medicina.

VII

Cada forma de apresentação com sentido não literal de beira do leito – aconchegante, empática, misteriosa, desnecessária, intragável, incendiária, indiferente-, ao lhe provocar tensões desafiadoras, coopera para o amadurecimento do ser profissional humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *