Enquete 675- Enterro como ato didático

Independente de aspectos teológicos – ressurreição, por exemplo- , artigo recente publicado no The New Bioethics by Toni C. Saad opina contra a cremação, O autor Toni C. Saad  valoriza o cemitério como uma necessária memória entre gerações, didática sobre a existência do ser humano no tempo e no espaço, inclusive na promoção da saúde psíquica da comunidade:   “… O enterro trata o corpo de uma maneira que promove o melhor sentido antropológico, pessoal e intuitivo, respeita o falecido e presenteia a comunidade com um rico inventário de memória. O enterro capacita a morte a estar conosco mas a uma distância segura, permitindo aprender tudo que dela precisamos saber  e viver bem  com sua consciência. A morte deve ser, então, didática…” https://www.bioedge.org/bioethics/let-death-be-didactic/12507

Você concorda?

Carregando ... Carregando ...

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *