Enquete 671- Gestação de substituição em casal homoafetivo

Pela Resolução CFM nº 2.168/2017 passa ser ética a participação do médico no processo de gestação compartilhada onde  o embrião obtido a partir da fecundação de oócito(s) de uma mulher é transferido para o útero de sua parceira, ainda que não exista diagnóstico de infertilidade http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27275:2017-11-09-13-06-20&catid=3

Qual é a sua opinião?

  • Concordo com a resolução (0%, 0 Votes)
  • Discordo da resolução (0%, 0 Votes)

Total de Respostas: 0

Carregando ... Carregando ...