Enquete 274- Segunda opinião ou opinião médico-médico? (1)

Médico é solicitado por um seu paciente a  fazer  uma avaliação clínica  do irmão que está internado na UTI de um hospital onde nunca esteve. O colega de plantão autoriza a entrada e após o exame do internado e dos resultados de exames, o médico entende que a conduta adotada deve ser modificada. O plantonista discorda, informa que o paciente está internado em nome do diretor da Unidade e diz que manterá o que está sendo realizado. O médico fala por telefone com o diretor que dele discorda também. A família espera o médico na recepção do hospital.

O médico solicita a folha de evolução para registrar o seu atendimento e a recomendação de conduta, mas é impedido sob a alegação que ele não é credenciado no hospital, que era tão-somente um “visitante” e que uma segunda-opinião deveria ser encaminhada pela família e não comunicada diretamente. A alegação pelo médico que o prontuário é do paciente não surtiu efeito sobre o plantonista.

Este impedimento foi eticamente correto?

Carregando ... Carregando ...

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *