141-Comissão de Bioética, crise e sustentabilidade da beira do leito

Pentágono

Pentágono dos cuidados na beira do leito

 

Ainda é cedo para avaliar resultados da Recomendação CFM Nº 8/2015. Muito cedo, mesmo. Ela estimula que “… Diretor técnico e clínico de corpo clínico de hospitais, diretores técnicos das demais instituições de saúde e presidentes de entidades profissionais médicas contribuam, no âmbito de sua competência, para a criação, o funcionamento e a manutenção de um Comitê de Bioética em sua instituição, de acordo com a relevância, a pertinência e o número de profissionais existentes…”. http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=24623&Itemid=524

Foi importante preencher o silêncio. Reconhecer que a beira do leito é fonte de dilemas e de conflitos. Despertar o interesse pelo gerenciamento de crises da beira do leito. Promover a contribuição da Bioética para apoio às Equipes de Saúde que lidam diariamente com a pluralidade da técnico-ciência e com a diversidade do ser humano. Aproximar-se da sabedoria de Mahatma Gandhi (1869-1948): “… Diferenças honestas são frequentemente sinais saudáveis do progresso…”. Continue lendo