132-Bioética, prestígio e bom conceito do médico

Estatísticas brasileiras colocam o médico numa alta posição dentro do ranking das profissões mais confiáveis. Esta observação guarda relação com o Princípio Fundamental IV-  Ao médico cabe zelar e trabalhar pelo perfeito desempenho ético da Medicina, bem como pelo prestígio e bom conceito da profissão, do Código de Ética Médica vigente.

É notório que a atitude de cada médico na assistência, docência, pesquisa e gestão traz reflexos na imagem profissional perante a sociedade. É essencial que o médico tenha em mente que a Medicina é uma ciência e como tal não tem moralidade intrínseca.

A subordinação individual à Ética é tradição transmitida à beira do leito pelo exemplo, onde se situa o eterno laboratório do vínculo médico-paciente, o local onde o médico, ser humano que é, está sujeito, na função, a conflitos de interesse, que se não houvessem, determinaria drática redução dos objetivos do Código de Ética Médica. Continue lendo