BioAmigo 64- A Robertina anticólera

Vibri_o_col_ricoJosé Roberto da Cunha Sales  testemunhou em 1856  na vila de Brejo da Madre de Deus, província de Pernambuco, que a infusão de inhamacuru – polpa e filamento do coco preparado pelos indígenas-  evitava  o Cholera morbus. Quando surgiu a notícia que a doença estava acometendo habitantes de Buenos Aires, Cunha Sales mandou vir desses cocos para o Rio de Janeiro e preparou um licor  apresentado como antídoto eficiente. O “remédio” foi denominado de  Robertina anticolérica.

109-Um cabo de guerra entre princípios da Bioética

cabo de guerraO cabo de guerra já foi um esporte olímpico no início do século XX.  O jogo de forças da competição, inicialmente organizado com igualdade entre os lados, apresentará um deles mais vigoroso ao final.

Há situações de tomada de decisão na beira do leito onde 3 dos princípios da Bioética, cada um deles com o sua força intrínseca, interagem tal qual um verdadeiro cabo de guerra, postando-se dois de um lado e um do outro, em função de circunstâncias de momento. Aliás, uma das críticas à Bioética principialista é justamente esta possibilidade de conflitos entre os princípios, pois eles focam aspectos distintos da aplicação dos cuidados com a saúde.

Os três princípios referidos respondem formalmente pelos nomes de Beneficência, Não maleficência e Autonomia. Na prática, a Não maleficência ganha força de Segurança e a Autonomia sofre impactos do Paternalismo. Continue lendo