93-A Bioética vista através da fila

filaÀs 6h30, iniciam-se filas no InCor. Olho-as faz tempo. Imagino cada paciente trazendo consigo necessidades e expectativas. Sentidas ao próprio modo de ser. Vejo-as como uma procissão equivalente e confiante. Um passo a passo avançando com fé na estrutura de atendimento, que se habilitou a cuidar com excelência das  infinitas heterogeneidades. Em cada olhar atento ao indivíduo à frente uma evidência que há um caminho para si. A sensação que não se está só no desejo do encontro do acolhimento num ambiente de apreensão para muitos. Ali de corpo presente, mas com a mente adiante. Impulsionada pelo desejo de participar e de usufruir de um processo em prol da sua Saúde.

Uma multidão com relação de forças sob um equilíbrio e com potência pelo direito de cidadão carrega um potencial de conflitos. Cada história individual, cada vontade trazida de casa, cada percepção num ambiente de novidades podem efetivá-los sob várias naturezas e diferentes intensidades. De certa forma, toda relação médico-paciente contém  um conflito em algum momento, quer latente, quer percebido, quer manifesto.

Todo médico coleciona divergências, discussões e ataques à beira do leito, uns mais emocionais, outros mais racionais, uns produtos de ilusões, outros de desilusões. Assim, dia após dia, reforço o valor dos pioneiros mundiais da Bioética que enxergaram as inconveniências dos conflitos nos encontros entre a ciência e a natureza humana e recomendaram princípios para ascensão do beneficio sobre o malefício. E, consequentemente, a utilidade da sua difusão e do seu aperfeiçoamento “verde-amarelo” no Brasil.

Beira do leito é metáfora para o cuidado humanizado com a saúde. Onde se encontra tudo aquilo que a pessoa na fila pretende que esteja à disposição. A Bioética aplaude as iniciativas visando a contar com uma beira do leito qualificada na provisão de material e de pessoal. O mesmo respeito interpessoal da ordenação da fila espelhado na organização dos espaços subsequentes de atendimento. A  realização  da convicção que a sua vez chegará  para que o médico em conjunto com os demais profissionais da saúde num ambiente tecnicamente preparado preste a correta assistência. Para satisfazer os desejos de Saúde pela técnico-ciência no topo do possível pela Medicina.

Continue lendo

BioAmigoBR 20-O Brasil tem 3 fusos horários

geografia-unicamp2008-q13

fuso-horario-do-brasil

 

 

 

 

A Terra tem 24 fusos horários, pois a cada 15 graus de rotação representa uma hora. O número 15 resulta da divisão de 360 graus da circunferência terrestre por 24 horas do dia.

O Brasil ocupa 3  fusos horários.

A- 4 horas a menos do que Greenwich- Mato Grosso, Mato Grosso de Sul, Roraima, Rondônia, Acre e Amazonas.

B- 3 horas a menos do que Greenwich- Amapá, Pará, Tocantins, Goiás e os estados das regiões Nordeste, Sul e Sudeste. Ele corresponde à hora oficial do Brasil, por incluir Brasília.

C- 2 horas a menos do que Greenwich- Arquipélago de Fernando de Noronha.