86-Nada é permanente, exceto a mudança

pppppimages O título deste post é uma frase do filósofo grego Heráclito. Dei-me conta que um grande de percentual de médicos brasileiros em exercício- incluo-me- não teve nenhum contato com a Bioética na graduação e na pós-graduação. As novas gerações passaram a ter a oportunidade, contudo,  em Faculdades selecionadas.

Se a Bioética era dispensável, porque é que, agora, há um conjunto de pessoas de distintas formações profissionais que entendem que ela é essencial para a qualidade dos cuidados com a saúde à beira do leito. Propõe-se, inclusive, a conveniência da presença de  Comissões de Bioética nos hospitais.  O que foi que mudou? Continue lendo

BioAmigoBRasil7- Recordando gentílicos

media-pics-cidades-wallpaper-wallpaper-desktop-cidades

Crédito: http://www.malwee.com.br/bandeiras/pessoas.php

Gentílico é designação do local onde se nasce.  É imensa a lista de gentílicos no Brasil gigante pela própria natureza. Muitos deles são fáceis de identificar como baiano, curitibano e  nordestino. Outros estão mais ou menos incorporados ao nosso idioma. Relaciono alguns destes:

Candango-  Quem nasce em Brasilia, homenagem aos pioneiros que para lá se deslocaram na época da construção da nova capital do Brasil.

Capixaba- Quem nasce no Espírito Santo, origem na denominação que os índios  tupis da região davam a suas plantações de milho e de mandioca.

Carioca- Quem nasce na cidade do Rio de Janeiro, significa casa do homem branco em tupi, provavelmente relacionado a uma construção efetuada pelos primeiros portugueses que chegaram ao Rio de Janeiro.

Gaucho- Quem nasce no Rio Grande do Sul, origem ainda discutida por estudiosos da língua portuguesa.

Fluminense- Quem nasce no estado do Rio de Janeiro, termo deriva de flumen- rio em latim. O Brasil tem riograndense do norte e do sul, mas não tem riojaneirense.

Ludovicence- Quem nasce em São Luis, no Maranhão. A cidade foi fundada por franceses que homenagearam o rei Luis XIII. O gentílico refere-se a Ludovico, a origem alemã de Luis.

Potiguar- Quem nasce no Rio Grande do Norte. Relaciona-se à tribo tupi Potiguara que siginifica comedor de camarão.

Soteropolitano- Quem nasce na cidade de Salvador, capital da Bahia. Sotero é  Salvador em grego e pólis é cidade.