54-Acesso livre à literatura científica. Um desejo. Um direito.

journalsinterne_gratisEmbora abstêmio, eu costumo frequentar um PUB. Certamente, veio à mente do bioamigo a imagem da Public House que serve bebida alcoólica na Grã-Bretanha. Um estabelecimento de acesso livre de acordo com normas vigentes.

O meu PUB é o Pubmed.  É a minha cachaça de acordo com um dos seus significados constantes no dicionário Houaiss –  aquilo que se faz com entusiasmo, paixão, mania, vício.

O acesso ao Pubmed é livre, mas, comumente, a sequência  para a leitura do artigo é restrtita. Nem sempre estou na rede do InCor que facilita a baixa completa. Irrita-me  verificar que  há cobrança  na difusão da ciência, reduzindo  o impacto instrutivo segundo o espírito hipocrático. Se somos instados a valorizar as revistas de maior impacto, a contrapartida é podermos exercer o compartilhamento irrestrito do seu acervo para o bem do paciente. Assinaturas e compras individuais de artigos são caras para o profissional de saúde brasileiro, considerando-se que há necessidade de um número razoável de leituras  para a manutenção da mínima atualidade científica de quem trabalha na beira do leito. Continue lendo