49-Droga!

balançaBioamigo, imagine aquela velha balança de 2 pratos.  Coloque no prato 1 uma muda  de Nicotiana  tabacum   e no  prato 2 uma muda de Cannabis sativa.  Isso mesmo, tabaco x maconha. Qual a de maior peso maléfico? A verificação é complexa.

No presente momento, no Brasil, observamos a disposição de duas normatizações praticamente simultâneas.  A lei 12546, anti-fumo federal, aprovada em 2011 e regulamentada em 2014 e a Resolução CFM nº 2.113/2014, que autoriza o uso compassivo do Canabidiol para  situação especíífica  http://portal.cfm.org.br/canabidiol/ e que torna nacional o que já havia sido motivo da Resolução CREMESP 268 de outubro de 2014.

Há um efeito psicossocial nesta regulamentação. Reforça-se a associação do tabaco ao  malefício e dá-se um bônus de benefício para a maconha. A proibição do fumo em recintos públicos traz a conotação de Segurança para os não fumantes e a liberação do Canabidiol  admite potencial de utilidade e eficácia.  Modifica-se o caráter recreativo do tabaco para um olhar restritivo ao uso e reduz-se a visão punitiva sobre a maconha por uma participação  terapêutica. Continue lendo