Enquete7- Laudo de imagem contendo erro

Bioamigo, leia o caso e opine sobre a questão prática do cotidiano
Paciente retorna ao Laboratório de Imagem a pedido do clínico que  entendeu que houve um equívoco no laudo. O médico responsável reviu as imagens, concordou  com o clínico e emitiu um novo com a devida correção.

 

Enquete 7a
O médico responsável pelo Laboratório de Imagem  deve  entregar o novo laudo para o paciente  com  a  observação de laudo substituto e reter o laudo com o erro.
Ou
O médico responsável pelo Laboratório de Imagem  deve  entregar o novo laudo para o paciente  com a observação de laudo substituto e, ao mesmo tempo, devolver  o laudo original  entendendo que ele pertence ao paciente.
 

18-Direito à autonomia nem sempre é exercido pelo paciente

UY é um homem de 48 anos. Ele realizou uma viagem aérea e acatou todas as recomendações que já sabia e as que veio a conhecer  desde o check-in até a restituição da bagagem. Quando retornou,  UY  escolheu  um restaurante para almoçar, escolheu a mesa, escolheu o prato entre várias opções do menu, escolheu a forma de pagamento.. No dia seguinte, UY  apresentou um quadro de dor abdominal rapidamente resolvido em Pronto Socorro com o uso de anti-espasmódico.  Dois meses depois, realizou  uma ultrassonografia que identificou a presença de cálculos na sua vesícula biliar. O paciente não deu consentimento para o médico realizar a recomendação de uma colecistectomia. Argumentou que a dor não se repetira, que achava que tinha tido uma crise de gases (sic) e que, portanto, aqueles cálculos biliares eram inocentes, o médico exagerava relacionando a dor que tivera ao achado diagnóstico. Oito meses após, UY apresentou colecistite aguda e coledolitíase associada. Ele resistiu num primeiro momento à realização do tratamento cirúrgico, não o autorizou e recebeu antibioticoterapia. Dois dias depois, quando se percebeu evidentemente ictérico e com vômitos repetidos, aceitou a operação e cobrou rapidez em meio às observações da esposa que nunca concordara com a ”desobediência às ordens médicas”, um absurdo que esperava que agora aprendesse.

Leis são normas estabelecidas por direito que todo cidadão precisa cumprir, não podendo se escusar de se submeter alegando desconhecimento. Enquadra-se na heteronomia, a condição da pessoa receber uma orientação que vem do seu exterior.

Continue lendo